Orelha Publicitária www.dupesssoa.com.br

Morte de Cristiano Araújo encerra carreira promissora aos 29 anos

“Cristiano era um cara incrível. Crescemos juntos em Goiânia. Jogávamos futebol na rua. Aquela pelada de criança, descalços, antes de virarmos artistas do mesmo nicho musical. Ele era determinado, queria criar o melhor. Sempre. Não havia uma pessoa que não gostasse dele, seja pessoalmente, seja da sua maneira de trabalhar. É uma perda enorme. Nós, artistas sertanejos, temos grupos em redes sociais e o comentário de todos é o choque que essa tragédia nos causou. Ninguém consegue acreditar que isso tenha acontecido. Rezamos e pedimos conforto para a família. Em um momento como esse, não dá para mensurar o quão abalados estamos. Cristiano era um ídolo, mas nunca se afetou pelo sucesso. Fará muita falta.”



O depoimento do cantor Gustavo, da dupla goiana Fred & Gustavo, ao Correio resume o sentimento que tomou conta do Brasil na manhã de ontem, diante da notícia da morte do cantor e compositor goiano Cristiano Araújo, aos 29 anos, depois de ter sofrido um acidente de carro após um show em Itumbiara (GO). Ídolo do novo sertanejo que se espalhou pelo país na última década, Araújo ficou conhecido por sucessos como Bara bara e Hoje eu tô terrível. Além do artista, o acidente matou a namorada dele, Allana Coelho Pinto de Moraes, de 19 anos. Ambos estavam no banco de trás do veículo, conduzido por um segurança e com um empresário no banco de passageiros. Estes sofreram ferimentos leves.


Nas redes sociais, artistas de diversas vertentes repercutiram a morte prematura do ídolo sertanejo. Nas ruas de Goiânia, fãs lamentaram a perda. O sentimento de perplexidade tomou conta de todos. “Tivemos o prazer de conhecer o Cristiano Araújo pouco depois do lançamento do seu primeiro DVD, gravado de maneira totalmente independente. Ele tinha acabado de lançá-lo, com pouca distribuição, mas nos contou o quanto estava feliz, principalmente com a ajuda que recebeu da dupla Jorge & Mateus”, conta Henrique, da dupla brasiliense Henrique & Ruan.


Pouco depois, a dupla foi assistir ao amigo em uma casa de shows em Brasília, e lembrou-se da energia contagiante que Cristiano transmitia. “Percebemos que, mesmo diante de tanto sucesso, fama, e de estourar nacionalmente, ele manteve a humildade. Acompanhamos o seu crescimento, felizes e emocionados. Era um artista invejável, completo. Tinha um repertório forte. Nos inspirávamos muito em suas canções. A visão inovadora e a forma de produzir, de interpretar, será o seu maior legado”, acredita Henrique.



Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...