Orelha Publicitária www.dupesssoa.com.br

O celular não para, diz desempregado que oferece R$ 300 por novo trabalho

Aguinaldo Antunes, de 29 anos, busca oportunidade em Rio Claro (SP). Operador de máquinas, ele perdeu o emprego há 6 meses devido à crise.

O desempregado de Rio Claro (SP) que oferece uma recompensa no valor de R$ 300 por uma vaga de trabalho disse que, desde o caso dele foi divulgado pelo G1, ele tem sido procurado por muitas pessoas. “O celular não para de tocar, é gente de toda a região oferecendo ajuda”, contou Aguinaldo Antunes, de 29 anos, que perdeu o emprego como operador de máquina há seis meses.

Aguinaldo oferece dinheiro em troca de uma oportunidade de trabalho (Foto: Reprodução/EPTV)

Na terça-feira (11), ele participou com outros quatro candidatos de uma entrevista de emprego em uma empresa química da cidade. “Gostei da oportunidade, o salário oferecido é bom e, assim como os demais candidatos, achei que fui bem na entrevista. Ficaram de ligar até quinta-feira (13), espero conseguir a vaga”, disse.

Antunes, que foi demitido devido ao corte de gastos da empresa, relatou ter recebido ligações e mensagens pelo WhatsApp de pessoas de cidades da região, como São Carlos e Limeira, e também da capital paulista, de Mato Grosso e Caxias do Sul.

Aguinaldo já tentou ganhar dinheiro com costura e máquina de frangos (Foto: Reprodução/EPTV)“Os contatos feitos de outras regiões propuseram que eu seja representante de vendas deles aqui na minha cidade. São produtos como perfumes, shake para emagrecimento, acessórios para lavagem de carros, entre outros. Andei pesquisando pela internet para saber o que se encaixa porque preciso trabalhar e ganhar”, disse o desempregado.

Mineiro de Monte Azul (MG) e morador no Jardim Progresso há dois anos, Antunes contou estar surpreso com a repercussão do caso e com os gestos de solidariedade. Na terça-feira, uma construtora fez contato e pediu para levar um currículo nesta quarta-feira (12). Outras duas empresas da cidade e uma cerâmica da vizinha Santa Gertrudes fizeram o mesmo.

Antunes colocou um anúncio inusitado no portão de casa: “Pago R$ 300 para quem me arrumar uma vaga em uma cerâmica”. O valor cai para R$ 200 caso a vaga seja em outra atividade.

Aguinaldo Antunes de Rio Claro (Foto: Samuel Pancher/O Jornal)

“Foi um ato de desespero porque preciso sobreviver e pagar o meu aluguel. Ofereci esse valor porque sei que tem muita gente precisando de dinheiro, então achei que alguém poderia ajudar por meio de contatos”, disse o desemprego.

Com o dinheiro da recisão do último emprego, ele investiu cerca de R$ 3,5 mil em uma máquina de assar frangos. O mineiro contou que comprava, em média, 30 frangos no mercado por cerca de R$ 14 cada um, temperava e os vendia por R$ 24 aos domingos na máquina instalada em frente a uma padaria no bairro.  Em um bom dia ele conseguia lucrar até R$ 720, mas com a crise as vendas caíram.

Aguinaldo Antunes de Rio Claro (Foto: Samuel Pancher/O Jornal)

Para juntar uns trocados, ele também passou a produzir e estampar camisetas, já que tem duas máquinas de costura. Comprava o pano por R$ 24 o quilo e conseguia montar até três peças, que vendia por cerca de R$ 20 cada. “Mas o investimento é alto, é preciso ter o material de estampa, como a tinta e a tela, e também não estava tendo saída. O jeito foi parar”.

Antunes contou que mora em uma casa de dois cômodos em um quintal onde cria dois cães. Paga R$ 400 de aluguel, R$ 120 de energia elétrica e cerca de R$ 35 de água. Atualmente, conta com a ajuda do irmão de 27 anos, que trabalha como carregador, para ajudar a pagar as contas.

Fabio Rodrigues
Do G1 São Carlos e Araraquara



Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...