Orelha Publicitária www.dupesssoa.com.br

Navio cargueiro afunda com 5.000 bois em porto do Pará

Um navio que transportava carga de cinco mil bois vivos afundou na manhã desta terça-feira (6) no cais do porto de Vila do Conde, em Barcarena, nordeste do Pará.


O naufrágio aconteceu duas horas depois da embarcação ter tombado. Imagens mostram os animais saindo de dentro da embarcação e subindo na lateral do navio, parcialmente submerso. Um vídeo feito pelo estivador Renato Pereira registrou a correria no porto logo no início da manhã (Veja vídeo abaixo).


Segundo a Capitania dos Portos, o naufrágio do navio de nome Haidar foi comunicado por volta das 8h. Não esqueça , que o seu financiamento ... acarretam todos esses acontecimentos cruéis !



O navio cargueiro "Haidar", de bandeira libanesa, que transportava 5.000 bois tombou e afundou no cais do porto de Vila do Conde, município de Barcarena, nordeste do Pará, na manhã desta terça-feira (6). A embarcação estava atracada no porto quando ocorreu o acidente. A carga seria levada para a Venezuela.

Segundo a Capitania dos Portos da Amazônia Oriental, às 8h, o órgão recebeu o pedido de socorro. Quando a equipe chegou ao local, a embarcação já havia afundado. Ainda não se sabe o que ocasionou o acidente.

A Marinha informou que não há informações sobre tripulantes feridos ou mortos, como também não há registro de poluição das águas.

A população ribeirinha e estivadores do porto ajudam no resgate dos animais retirando-os pela lateral do compartimento carga do navio. Segundo trabalhadores do porto, os animais estão morrendo afogados porque não há número suficiente de pessoas para ajudar no resgate.

A Marinha disse que o resgate é de responsabilidade do exportador da carga. O nome dele não foi informado.

Segundo relatos de estivadores, o navio apresentou problemas logo depois que os bois foram colocados no compartimento de carga. A embarcação tombou em direção ao cais, ficou com uma das laterais presa no solo por cerca de duas horas e depois afundou.

Uma equipe do Grupo de Vistoria e Inspeção da Capitania dos Portos está realizando perícia no navio para apurar as causas no naufrágio. Os trabalhos são acompanhados pelo Capitão dos Portos do Pará, capitão de mar e guerra Aristides Carvalho Neto.

A Capitania dos Portos informou que vai instaurar inquérito para saber o que ocasionou o acidente. O prazo de conclusão é de 90 dias.



Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...